Publicidade

Eles romperam limites e desafiaram concepções. Pedimos seus clássicos de leitura obrigatória; de best-sellers icônicos a joias menos conhecidas, essas são suas recomendações essenciais.

Todo mundo adora um romance clássico, mas por onde começar? De Jane Austen a Charles Dickens, de Toni Morrison a Fyodor Dostoevsky, o cânone de ficção é tão vasto que você pode facilmente se perder nele.

Por isso, pedimos aos nossos leitores que nos contassem sobre seus livros clássicos favoritos. A lista de leituras obrigatórias resultante é uma maneira perfeita de encontrar inspiração para começar sua aventura clássica. Há algo para todos, desde sagas familiares e ficção distópica a romances e ficção histórica.

E se você gosta disso deve seguir e ler todos os livros dessa lista (não estão em ordem especifica).

 

Orgulho e Preconceito

Jane Austen

 


É uma verdade universalmente reconhecida que, quando a maioria das pessoas pensam em Jane Austen, pensa nesta história encantadora e divertida de amor, famílias difíceis e a difícil tarefa de encontrar um marido bonito com uma boa fortuna.

Filosofia, história, inteligência e a mais apaixonada história de amor.

 

O Grande Gatsby

F. Scott Fitzgerald

 


Jay Gatsby, o milionário enigmático que dá festas decadentes, mas não vai, é um dos grandes personagens da literatura americana. Este é F. Scott Fitzgerald em sua forma mais brilhante e devastadora.

A maior e mais contundente dissecação do vazio no cerne do sonho americano. Hipnótico, trágico, tanto de seu tempo quanto completamente relevante.

 

Cem Anos de Solidão

Gabriel García Márquez

 


A obra-prima multigeracional de Gabriel García Márquez foi um marco na literatura espanhola. Realismo mágico no seu melhor. Engraçado e comovente, este livro me fez refletir por semanas sobre a marcha inexorável do tempo.

 

A Sangue Frio

Truman Capote

 

 

O programa de TV de “crime verdadeiro” pelo qual você está obcecado provavelmente tem uma dívida com esta obra-prima da reportagem de Truman Capote. Gelado e brilhante.

Neste romance inovador, concluído após seis anos árduos de pesquisa, Capote inventou um novo gênero – o ‘Romance de Não Ficção’ – aplicando técnicas de prosa aos fatos. Isso gerou a escola do Novo Jornalismo e inventou o verdadeiro gênero do crime como o conhecemos.

 

Vasto Mar de Sargaços

Jean Rhys

 


Jean Rhys escreveu esta prequela feminista e anticolonial do romance de Charlotte Bronte, Jane Eyre, que narra os eventos do casamento desastroso do Sr. Rochester com Antoinette Conway ou Bertha como a conhecemos.

Você disse: Rhys pegou um personagem de um romance clássico e deu nova vida à “louca no sótão” com base em suas próprias experiências / visão de mundo. Ela mostrou lindamente como as histórias que lemos se integram em nossas vidas para criar novas histórias.

 

Admirável Mundo Novo

Aldous Huxley

 


Um dos maiores e mais prescientes romances distópicos já escritos, deve estar na lista de leitura obrigatória de todos.

Dado o crescimento exponencial da IA, Aprendizado de Máquina e Robótica, a visão de Huxley funciona como um alerta. Iremos nos levantar e desafiar aqueles que procuram moldar nosso futuro ou sonâmbulos em direção ao condicionamento pela tecnologia?

 

Crime e Castigo

Fiódor Dostoiévski

 

 

Este romance é uma representação magistral e completamente cativante de um homem experimentando um profundo desdobramento mental. Nenhuma negociação ética da parte de Raskolnikov pode libertá-lo da culpa parasita aninhada em sua alma. Uma leitura brilhante se você amou Breaking Bad.

Nenhum outro romance te faz sentir tanto apego pelos personagens principais, tão profundamente retratados pelo autor. Você precisa ler esse.

 

A História Secreta

Donna Tartt

 


O livro de Donna Tartt segue um grupo de estudantes inteligentes e atraentes em uma universidade de elite e um estranho que se vê forçado a esconder um segredo obscuro. Uma leitura super emocionante e tensa.

Um clássico moderno - tão bem articulado e escrito (algo que é difícil de encontrar hoje em dia). Além disso, um livro maravilhoso.

 

O Apelo da Selva

Jack London

 


Jack London era um garimpeiro de ouro na selva canadense e usou suas experiências para escrever sobre um cachorro chamado Buck que se torna um líder na selva. Com temas explorando a natureza e a luta pela existência na paisagem congelada do Alasca.

 

Persuasão

Jane Austen

 


O último romance concluído de Austen antes de sua morte prematura foi marcado por tristeza e pesar. Os sentimentos de Anne Elliot pelo bonito Capitão Wentworth são reacendidos quando ele retorna do mar. Eles terão uma segunda chance de felicidade?

É uma história de amor mais madura, cheia de observações divertidas do comportamento humano. Ele nos oferece um vislumbre de redenção. Mudamos à medida que crescemos, e os erros cometidos em nossa juventude podem ser superados.

Comentários

Publicidade

Publicidade

Publicidade